Aquecedor a óleo funciona? É bom? Avaliação completa

Apesar de ser um país com clima predominantemente tropical, em muitas regiões do Brasil o inverno pode ser bem rigoroso. E assim como acontece quando o calor é intenso, o frio extremo também pode prejudicar a produtividade das pessoas.

Existem diversos tipos de aquecedores à venda no mercado para uso residencial mas aqui vamos analisar o aquecedor a óleo, que na minha opinião, é a melhor opção. Confira a foto abaixo que mostra um aquecedor a óleo convencional para uso residencial.

aquecedor-oleo

O seu funcionamento é simples, basta ligar na tomada e ajustar a potência e temperatura. O óleo contido no equipamento se aquece, que por sua vez aquece placas que transferem esse calor para o ambiente. O aquecedor é a óleo mas não há necessidade de abastecer o equipamento, ou seja, ele não “consome” óleo.

Após ligá-lo na tomada, pode demorar alguns minutos para o óleo esquentar e começar a transferir calor para o ambiente. Talvez esse seja o único ponto fraco desse tipo de aquecedor, ou seja, o aquecimento não é instantâneo. Mas para compensar, os aquecedores a óleo apresentam diversas vantagens.

Para começar, ele não faz nenhum barulho. É muito mais silencioso que um ar-condicionado tipo split com função de aquecimento. Já usei ar-condicionado tipo split com função aquecer e apesar de realmente aquecer o ambiente, o barulho era incômodo, mais alto que a função normal de refrigerar o ambiente. Também é bem mais silencioso que um outro tipo de aquecedor que utiliza uma resistência com um ventilador acoplado que também faz barulho.

Pra não dizer que o aquecedor a óleo não faz nenhum barulho, em intervalos de alguns minutos ouve-se uns cliques que indicam que o aparelho está sendo ligado e desligado automaticamente para controlar a temperatura do óleo.

Outra vantagem é que o aquecedor a óleo não ilumina o ambiente. Ou seja, para deixar no quarto na hora de dormir, é excelente, já que além de silencioso, não emite nenhuma luz como aqueles aquecedores que usam lâmpadas incandescentes alaranjadas.

Um problema bastante comum com os aquecedores que usam lâmpadas é que após pouco tempo de uso, as lâmpadas podem queimar e para trocá-las, o custo não compensa. Isso não acontece com os aquecedores a óleo, sendo mais duráveis.

O aquecedor a óleo também não exala nenhum odor desagradável. De fato, não exala odor algum. Ao contrário daqueles aquecedores com resistência que exalam um odor característico e na minha opinião, desagradável.

Em termos de consumo de energia, o custo é semelhante aos outros tipos de aquecedores. O modelo que utilizo possui potência ajustável em 3 níveis, 600W, 900W e 1500W. No ajuste de 900W já nota-se bom aquecimento, ideal para dormir.

Além de tudo isso, o aquecedor a óleo também apresenta a vantagem de não ressecar o ambiente.

Mas afinal, o aquecedor a óleo esquenta mesmo o ambiente?

Sim, ele esquenta bem o ambiente. Para dormir eu nem deixo ele na potência máxima de 1500W, eu ajusto ele na posição 600W ou 900W que já acho suficiente para dormir com coberta. O melhor é que o aquecimento é uniforme, não precisa deixar o aquecedor próximo para esquentar.

Preço

O aquecedor a óleo custa em torno de 200 a 250 reais. Sim, é um pouco mais caro que os aquecedores com lâmpadas que custam em torno de 120 a 150 reais. Mas acho que por todas as vantagens, é um preço a mais que compensa.

Um comentário brilhante para "Aquecedor a óleo funciona? É bom? Avaliação completa"

  1. eliane

    comprei um aquecedor a óleo, e quando liguei deu barulho de quando se coloca algo para fritar
    o que pode ter acontecido?
    depois ele não funcionou mais

Deixe uma resposta para eliane Cancelar resposta