Guarda Chuva

É incrível a escassez e carência de opções quando se trata de comprar guarda-chuvas no Brasil. A maioria das pessoas acaba apelando para os guarda-chuvas vendidos nas portas do metrô ou terminais de ônibus em dias de chuva ou em lojinhas de bugigangas no caminho do trabalho. Apesar de ser um bom quebra-galho, todos sabem que nesses casos, o guarda-chuva tem qualidade duvidosa e gosto mais ainda. Não são guarda-chuvas feitos para durar. Em pouco tempo as varetas enferrujam, ficam tortas, o nylon rasga e ficam com aspecto triste. Então confira alguns lugares onde você pode encontrar guarda-chuvas com qualidade melhor.

Guarda-Chuvas na Bagaggio: na Bagaggio, além de malas, bolsas e acessórios, você também encontra alguns modelos de guarda-chuva, de marca própria. Automáticos, compactos, as cores são mais discretas, sem estampas. www.bagaggio.com.br

Netbolsas: a Netbolsas, como o nome diz, também é especializada em bolsas, mochilas, etc. Lá também você encontra alguns guarda-chuvas que aparentemente são de construção melhor, cores simples com alguns modelos estampados. www.netbolsas.com.br

Arvi – Guarda Chuvas: a Arvi está presente em shoppings de São Paulo e Porto Alegre. Confira no site a localização de alguma loja próxima a você. Além de guarda-chuvas, comercializa bolsas, malas, cintos, e outros acessórios. www.arvi.com.br

Comprando Guarda Chuva Importado

Como pode-se notar, geralmente se encontra guarda-chuvas em lojas que vendem malas e bolsas. Mesmo assim, as opções não são tantas. Caso esteja difícil encontrar um guarda-chuva do seu gosto, outra opção é procurar em lojas internacionais como na Amazon.com por exemplo. Nesse caso, as opções são bem mais atraentes, com modelos de guarda-chuvas com armação em material antiferrugem, resistentes a vento, tamanhos variados, abrir e fechar automático, entre outras características. Os preços variam em média entre 20 e 40 dólares, mas ainda tem que ser considerado o frete e possivelmente o imposto de importação, além de ser necessário um cartão de crédito internacional.

Deixe uma resposta